Hospital de Cirurgia | Residência em Odontologia: uma abordagem multiprofissional
1474
post-template-default,single,single-post,postid-1474,single-format-standard,mkd-core-1.0.1,ajax_fade,page_not_loaded,,mkd-theme-ver-1.0.1,smooth_scroll,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2,vc_responsive

Residência em Odontologia: uma abordagem multiprofissional

Residência em Odontologia: uma abordagem multiprofissional

Dedicação e organização marcaram a preparação da Cirurgiã-Dentista Mônica Cabral para o processo seletivo da Residência Multiprofissional em Terapia Intensiva da Fundação de Beneficência Hospital de Cirurgia. Mônica foi aprovada na seleção de 2017, com uma rotina onde dividia o tempo entre os estudos e os cuidados com as duas filhas de 5 e 6 anos. 

 

Agora, ela está prestes a concluir o período da Residência após 2 anos de atividades teórico-práticas no cuidado da saúde bucal dos pacientes nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Hospital de Cirurgia e promovendo assistência odontológica nas enfermarias e no  ambulatório do serviço de Odontologia Hospitalar “Dr. João Garcez”, atendendo a  pacientes portadores das mais diversas condições clínicas, tais como: cardiopatas, nefropatas, hepatopatas, oncológicos, com sequelas de Acidente Vascular Encefálico (AVE), hipertensos e diabéticos.

 

A Cirurgiã-Dentista conta que decidiu fazer a Residência porque sempre teve a compreensão de que a Odontologia é parte importante de uma equipe multidisciplinar. “A formação do Cirurgião-Dentista não deve se restringir ao tradicional consultório odontológico, mas transcender ao ambiente hospitalar, visto que a saúde do paciente como um todo também passa por uma cavidade bucal saudável. Desta forma, eu vejo como importantíssimo, a integração do Cirurgião-Dentista como membro da equipe na UTI”, relata.

 

Para ela, a Residência Multiprofissional terá um papel importantíssimo no seu futuro profissional. “Hoje em dia é cada vez mais forte o conceito da necessidade de assistência odontológica em pacientes com necessidades especiais ou com algum tipo de comprometimento sistêmico. O Cirurgião-Dentista não pode mais se omitir e deve atuar no intuito de propiciar saúde bucal, compreendendo as necessidades individuais de cada paciente. Não resta dúvidas que a Residência, além de ampliar minhas possibilidades profissionais de atuação, me trará mais experiência e segurança no atendimento destes pacientes não só em consultório odontológico, mas também em ambiente hospitalar”, afirma.

 

Os graduados em Odontologia que desejarem fazer parte do Programa de Residência Multiprofissional do Hospital de Cirurgia poderão se inscrever até o dia 28 de dezembro através do site inscricao.fbhc.org.br, onde também está disponível o edital do processo de seleção. Os aprovados receberão uma bolsa do Ministério da Saúde no valor de R$ 3.330,43.